Site Autárquico Silves

História

D. António da Costa, ministro da Instrução Pública, com o objetivo de complementar a instrução primária e facultar a leitura domiciliária, promove a criação das bibliotecas populares em 1870. Foram disponibilizados alguns recursos pelo governo central e pelos municípios, a Câmara de Silves, em reunião extraordinária de 11 de Julho de 1875 destina verba de 300$000 Reis para aquisição de livros para uma biblioteca popular. No ano de 1880 é presente à reunião de Câmara de 27 de Janeiro Carta circular do Governo Civil da região recomendando o reforço da criação e propagação das bibliotecas populares.

Estas são as primeiras alusões à existência de uma Biblioteca pública no Concelho de Silves, que se terá resumido à existência de uma estante com livros arrumada no edifício dos paços do Concelho. Apenas na segunda metade do século XX, 1958, é concedido ao município de Silves a visita quinzenal da biblioteca itinerante n.º 6 de Lagos do Serviço de Bibliotecas Itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian. No dia 20 de Agosto de 1960 a cidade vê abrir portas a biblioteca pública fixa n.º 10, apetrechada pela anterior Fundação

Após a instituição dos primeiros órgãos autárquicos eleitos democraticamente encetam-se esforços para abrir uma biblioteca pública municipal. O Torreão das Portas da Cidade, junto do atual edifício da Câmara Municipal, acolhe em junho de 1983 a biblioteca / museu da cidade, mantendo aquela designação até setembro de 1990 com inauguração do museu. A biblioteca continuou a funcionar no anterior espaço até abril de 2008 quando abre as novas instalações na rua Latino Coelho, junto da praça Al-Mu’Tamid, integrando de imediato a Rede Nacional de Bibliotecas Públicas associando-se prontamente ao Programa Nacional de Leitura Pública recém-implementado.

Atualmente a biblioteca Municipal promove o desenvolvimento da leitura com presença de atividades na oferta educativa do município, disponibilização de ações para todos os níveis de escolaridade e de interesse literário. Oferta de serviços de inclusão digital, apoio à informação e divulgação das atividades municipais. Expansão das oportunidades de inclusão literária com a implementação da biblioteca de praia e bibliotecas comunitárias instaladas nas freguesias do Concelho de Silves.