Site Autárquico Silves

CANDIDATURAS AO PRÉMIO NACIONAL LITERÁRIO JOÃO DE DEUS DECORREM ATÉ 2 DE JULHO

02/06/2021

O período de candidaturas ao Prémio Nacional João de Deus decorre até ao próximo dia 2 de julho. A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Silves, pretende honrar a memória deste insigne escritor nascido em São Bartolomeu de Messines, cuja obra representa um património da mais elevada importância para a cultura nacional e regional, assim como distinguir e divulgar a criação literária de autores com obra publicada em língua portuguesa.

 

Com periodicidade bienal, o prémio destina-se a autores com idade superior a 18 anos, nacionais ou estrangeiros, a residir em Portugal, que apresentem obra editada em livro, em língua portuguesa,  e cuja primeira edição tenha ocorrido nos dois anos civis anteriores ao ano em que ocorre o concurso. Esta primeira edição, dedicada à poesia, distinguirá apenas uma obra a concurso e não admite menções honrosas.

 

O júri é composto pelo Prof. Doutor João Pedro Mésseder (escritor, investigador e professor do ensino superior português), Prof. Doutora Violante Magalhães (Professora Coordenadora na Escola Superior de Educação de João de Deus) e Prof Doutora Catherine Dumas (professora emérita de língua e literatura portuguesas na universidade da Sorbonne Nouvelle Paris 3). Ao vencedor será atribuído o valor pecuniário de dez mil euros.

 

O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis para consulta e download no portal Município de Silves.

 

 

JURI CONCURSO


 

 

Professor Doutor José António Gomes

José António Gomes, Pseud. João Pedro Mésseder (n. Vila Nova de Gaia, 1956) é um escritor, investigador e professor do ensino superior português. José António Gomes tem assinado algumas das suas obras com o nome literário de João Pedro Mésseder. Licenciado em Filologia Germânica e doutorado em Literatura Portuguesa do século XX pela Universidade Nova de Lisboa, é professor de literatura na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto.

É autor de algumas obras como: Contos do Quarto Minguante  (2014) e, no campo da poesia e textos afins, A Cidade Incurável  (1999),  Fissura  (2000), Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética (2006), Meridionais (2007), Guias Sonoras e Outras Abrasivas (2010), Lá longe, o Fogo (2015), Clube Mediterrâneo – Doze Fotogramas e Uma Devoração (2017) (edição trilingue Português / Francês / Inglês) e O que Mata a Sede do Mar (2018). É também autor de vários livros de poesia e narrativa para a infância e a juventude.

 

Professora Doutora Violante Magalhães

Maria Violante Carraço Ferreira Canejo Pereira de Magalhães. Doutorada em Estudos Literários pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Mestre em Literatura e Cultura Portuguesas pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses e Ingleses pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. É Professora Coordenadora na Escola Superior de Educação de João de Deus, onde é Membro do Conselho Técnico-Científico e do Conselho Pedagógico. Faz parte da direção da Associação de Críticos Literários. Publicou 20 artigos em revistas especializadas. Editou 13 capítulos de livros e 4 livros. Organizou 58 eventos. Orientou 32 dissertações de mestrado e coorientou 2. Recebeu 1 prémio. Participou como Investigador em 2 projetos. Atua nas áreas de Humanidades com ênfase em Línguas e Literaturas, sendo a pedagogia, a poesia e Literatura portuguesa, assim como a Crítica literária, algumas das grandes áreas de trabalho onde se movimenta.

 

Professora Doutora Catherine Dumas

Catherine Dumas é professora emérita de língua e literatura portuguesas na universidade da Sorbonne Nouvelle Paris 3. É autora da primeira tese de doutoramento em França sobre a obra da romancista portuguesa Agustina Bessa-Luís e de um livro sobre a mesma autora, Estética e Personagens (Campo das Letras, 2001). Interessa-se em especial no cruzamento das escritas do íntimo e do discurso poético, nas questões de género, no diálogo inter-artes e no diálogo entre os textos literários e a filosofia no âmbito da literatura-mundo. Publicou numerosos livros coletivos e artigos sobre a ficção contemporânea e a poesia de língua portuguesa. Traduziu do português para o francês poesia, ficção, teatro e diários. É membro de vários centros de pesquisa nas universidades francesas, portuguesas e brasileiras. Colabora, entre outras, na revista portuguesa Colóquio Letras.