Site Autárquico Silves

“LADO B” TRAZ HERMAN JOSÉ A PÊRA NO PRÓXIMO DIA 16 DE NOVEMBRO

17/10/2018

Numa iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Silves, Herman José será o próximo convidado da rúbrica Lado B. O artista atuará no Centro Pastoral de Pêra, a 16 de novembro, pelas 21h30.

Herman José ocupa um lugar ímpar no universo artístico nacional. A sua expressão artística resulta da fusão de várias artes: a da escrita humorística, a de autor e intérprete musical, a de músico, a de ator multifacetado e a de contador de estórias. Será porventura esta mistura explosiva, que faz com que os seus espetáculos se adaptem a todos os extratos socioculturais e que resultem em todos os palcos, dos mais populares aos mais eruditos. Os seus mais de quarenta anos de carreira de imparável atividade, fazem com que o seu repertório seja geracionalmente transversal, tanto em Portugal como na Diáspora.

Os ingressos para este espetáculo têm um custo associado de 10,00€, podendo ser adquiridos no Museu Municipal de Arqueologia de Silves (282 440 838 | museu.municipal@cm-silves.pt), na Casa-Museu João de Deus, em SB Messines (282 440 892 | casamuseu.joaodeus@cm-silves.pt), Juntas de Freguesia do concelho e Centro Pastoral de Pêra.

A iniciativa conta com o apoio do Centro Pastoral de Pêra.

+ info: Sector de Cultura da CMS | tel.: 282 440 800 | email: cultura@cm-silves.pt

 

» sobre Herman José

Há muito tempo que Hermann Joseph Von Krippahl, mais conhecido por Herman José se tornou a uma das maiores referências do mundo do espetáculo em Portugal. Para muitos Herman José será mesmo o “Pai do humor em Portugal”, tantos foram os humoristas contemporâneos que o artista influenciou.

Com uma carreira de mais de 40 anos, Herman José é uma das figuras mais populares em Portugal e o sucesso tem sido uma realidade frequente na sua carreira tanto como humorista, apresentador e músico.

Nascido em 1954, deu os primeiros passos na TV aos 18 anos, num programa juvenil, na qualidade de baixista de um trio musical residente. Depois de vários trabalhos estreou-se como ator na televisão, no ano de 1975, indicado pelo grande Nicolau Breyner, participando no sketch do duo Sr. Feliz e Sr. Contente no programa “Nicolau no Pais das Maravilhas”.

O facto do seu trabalho como ator cada vez ganhar mais forma, nunca o fez rejeitar a sua faceta de músico e em 1977 lançou um dos seus primeiros sucessos “Saca Rolhas”, cujas vendas alcançaram o disco de ouro.

No início da década de 80 foi convidado pelo apresentador Júlio Isidro para participar no programa “Passeio dos Alegres”, onde surge a histórica personagem “Tony Silva”, conseguindo assim agarrar a atenção do grande público. Por esta altura lança também a “Canção do Beijinho” que é igualmente disco de ouro.

Em 1983 obtém um sucesso estrondoso com o programa “O Tal Canal”, seguindo-se “Hermanias” onde nascem personagens como o cronista de futebol José Estebes e o grande Serafim Saudade. Nos anos seguintes o Herman trabalhou em rádio, apresentou alguns concursos televisivos, tornando-se posteriormente apresentador de talk shows em “Parabéns”, programa onde entrevistou Amália Rodrigues, Tony Bennett, Omar Sharif, Carlos Lopes, entre outros…

No início do novo século, Herman causa sensação ao transferir-se para a SIC iniciando o programa “Herman SIC” acompanhado por grandes atores como são os casos de Maria Rueff, Joaquim Monchique, Ana Bola ou Vitor de Sousa. Neste programa Herman José volta a entrevistar grandes personagens à escala mundial como Mark Knopfler (Dire Straits), Sting (The Police), Ian Anderson (Jethro Tull), Ute Lemper ou Tom Jones.

Passados vários anos, sempre no ativo, Herman regressa à RTP onde tem trabalhado em vários projetos televisivos ao que tem juntado inúmeras apresentações de palco, revelando a sua tremenda capacidade enquanto músico e revisitando algumas das canções e personagens que o tornaram numa celebridade.